Cada real investido na Epagri gera R$ 3,59 para os catarinenses

O retorno social das tecnologias e ações da Epagri para Santa Catarina alcançou R$1,2 bilhão em 2015. Isso representa um retorno de R$3,59 para cada real investido na Empresa. Os dados são do Balanço Social de 2015. “Se para diversos segmentos da economia 2015 não foi um ano fácil, os setores agropecuário e aquícola conseguiram prosperar e crescer, transpondo as barreiras do mercado e as adversidades do clima”, avalia o presidente da Epagri, Luiz Ademir Hessmann.

Esses valores levam em conta benefícios econômicos, sociais e ambientais, calculados com base em 110 soluções tecnológicas produzidas e difundidas pela Epagri. Na lista estão novos cultivares, tecnologias e também ações de melhoria do setor produtivo de Santa Catarina. Em relação ao ano anterior, foram incluídas nos cálculos 15 avaliações – quatro cultivares e 11 tecnologias.

Os impactos dessas soluções foram calculados na forma de aumento da produtividade de culturas ou criações, redução de custos de produção, agregação de valor aos produtos e expansão da produção agropecuária e aquícola para novas áreas.

Desde 2009, quando a Epagri publicou seu primeiro Balanço Social, o retorno social atribuído à Empresa saltou de R$531 milhões para o atual R$1,2 bilhão. “O mais importante é que, por trás de gráficos e cifras, temos o esforço e a perseverança do homem do campo e do mar, que não se deixam abater pelas dificuldades e trabalham para fazer a sua parte, ajudando a construir um Estado cada vez melhor e mais competitivo”, destaca Hessmann.

Em 2015, a Epagri atendeu 115.581 famílias e 2.712 entidades em todo o Estado, dando apoio, capacitação, orientando sobre novas tecnologias e acompanhando o dia a dia dos produtores.

(Publicado em Vol. 29, nº3, set./dez. 2016)